Leia antes de viajar

Dicas para aproveitar uma viagem bem diferentes daquelas de costume que aparecem nas buscas.

Você gosta de viajar? Esta pergunta é tão óbvia que é melhor substituí-la pela expressão “Como é bom viajar!”

A empolgação de preparar e estar numa viagem é tão excitante que me contagia só de procurar as palavras para escrever esta frase.

Viajar faz tão bem! Pesquisas científicas atestam que viajar traz mais saúde, alivia o estresse, melhora a criatividade, aumenta a felicidade e a satisfação e diminui o risco de depressão.

No decorrer de algumas viagens que fiz ao longo da minha vida, fui percebendo e aprendendo algumas coisas. Utilizo as linhas a seguir para eternizar esses aprendizados e também para compartilhar algumas dicas que considero convenientes e oportunas. Espero que façam sentido para você e que contribuam para que sua próxima viagem seja ainda mais inesquecível!

Arrumando as malas

Leve poucas roupas e poucas coisas.

Concentre-se em roupas básicas, com as quais você possa fazer diferentes combinações. Se você levar roupas muito estampadas e vibrantes, será fácil identificar quando você as repetir. Por outro lado, roupas mais discretas passam despercebidas. Pode ser que ninguém repare que você está há cinco dias com o mesmo short!

Além disso, sempre há o risco de extravio de bagagem. Já pensou extraviarem justamente a mala onde está aquela peça de roupa do seu coração? Melhor não correr esse risco, concorda?

Para as leitoras, não leve muita maquiagem. Somente o básico.

A menos que você tenha necessidades especiais, não faça questão de levar seu sabonete, seu shampoo, seu condicionador, seu creme corporal e esses itens de beleza e higiene do dia a dia. Seu cabelo provavelmente não vai estragar, tampouco sua pele irá danificar se você aproveitar o kit de banho que geralmente tem nos hotéis. Você irá poupar espaço na mala e evitar desagradáveis e aborrecidos vazamentos de líquidos na bagagem.

Deixar a mala com bastante espaço sobrando é também conveniente para sobrar mais lugar para prováveis comprinhas que você fará no local de destino. Levar poucas coisas ajuda a evitar o estresse de tentar fazer São Paulo entrar no Rio de Janeiro na hora de arrumar as malas para voltar para casa. E te livra da temível chance de pagar por excesso de bagagem.

No avião

Viaje com roupas e calçados confortáveis.

Particularmente, não gosto de fazer viagens aéreas com calça jeans de modelo justo. Aliás, raramente levo calça jeans quando viajo, acredita? Para mim, é um item não muito confortável para passeio. Você também acha?

Geralmente acho fácil identificar um brasileiro em aeroportos internacionais. Sabe por quê?

Brasileiros têm a tendência de encarar o percurso aéreo como um evento. A impressão que transmite é que a roupa que estão vestindo foi meticulosamente escolhida para o voo. Parece que tudo acabou de sair da embalagem, inclusive os tênis. Brasileiros costumam estar impecáveis nos aeroportos, ainda mais quando a viagem é de retorno e podem desfilar suas comprinhas da viagem.

Cada um tem o direito de se vestir e encarar as coisas como quiser. Mas se você quiser passar mais despercebido e poupar suas roupas boas, opte por roupas confortáveis para o trajeto aéreo, roupas que você não tenha resistência de colocar na máquina de lavar assim que tiver a possibilidade.

Ah! Leve sempre um casaquinho na bolsa porque a temperatura do ar-condicionado do avião pode ser um pouco inferior do que a temperatura que seu corpo julga confortável.

No dia a dia de turista

Para aproveitar bem uma viagem, não se apresse em conhecer cada ponto turístico.

Programe seus dias de passeio de forma que eles fiquem leves e confortáveis, sem aquela pressa toda de querer marcar um checklist.

Tenha em mente que possivelmente você não irá conhecer todos os pontos turísticos. Mas a viagem não vai ser ruim por causa disso. É melhor focar nos lugares que você considera imperdíveis e curtir bem aquele dia e aquela localidade do que passar apressadamente por diversos locais apenas para cumprir um protocolo e colecionar fotos.

Minha família e eu, em diversas viagens, cometemos o erro, ao nosso ver, de acordar bem cedo para fazer o dia render muito. Mas sabe o que acontecia na metade do dia em diante? Estávamos tão cansados que não conseguíamos aproveitar o passeio da forma como esperávamos.

Por isso, sim, acorde cedo, mas não excessivamente cedo a ponto de o dia mais parecer uma maratona do que um passeio. Você está de férias, lembra? Então dê o descanso necessário que seu corpo precisa para aproveitar com vitalidade as aventuras que terá pela frente. Caso contrário, quando a viagem terminar, você terá a sensação que precisa de férias para se recuperar das férias.

Uma dica de ouro que te dou é: programe o seu dia de tal forma que seria possível cumprir o roteiro turístico em apenas um turno do dia. Assim, caso acontecer algum imprevisto, você não ficará preocupado porque sabe que o dia está com bastante folga. Além disso, ter essa disponibilidade de tempo te permitirá entrar em alguma lojinha interessante que aparecer no caminho, visitar uma feira local que você casualmente encontrou numa ruela e se dar ao luxo de sentar no gramado de um parque bonito e ficar lá apenas contemplando a banda passar! Quem a tais encantos se permite isso extrai uma essência dos locais que poucos conseguem arrancar.

Imergindo na cultura

Aprenda expressões e cumprimentos locais. Isso é muito elegante, cordial e deixa os nativos lisonjeados.

Se você planeja ficar no exterior por um período mais estendido, não cometa o erro de interagir apenas com pessoas de sua nacionalidade. Junte-se com o povo local e surpreenda-se com o peso da bagagem cultural que você levará consigo.

Arrisque conversar com os habitantes do local onde você está, mesmo que seja com o auxílio de algum aplicativo de tradução simultânea. Você vai se divertir! A maioria das pessoas é muito legal com estrangeiros, então é bem provável que você receberá um ótimo tratamento. Locais onde essas interações acontecem espontaneamente são lojas. Quando você for fazer comprinhas, aproveite para trocar ideias com os vendedores. Você vai aprender bastante sobre a cultura local e vai receber dicas improváveis e valiosas que só quem vive no local pode conceder. E vai rir bastante!

Para aproveitar bem uma viagem, mantenha um ponto de vista otimista e positivo sobre as pessoas e as situações. Faça limonada de eventuais limões e trate as pessoas com educação, simpatia e empatia. A vida é um espelho. A gente recebe o que entrega. Então, espalhe gentileza e cortesia.

Use mochila ao invés de bolsa. Além de serem mais práticas, mochilas portam tranquilamente mais de uma garrafa de água e eventuais sacolinhas de compras que você for fazendo durante o trajeto.

Sempre que possível, utilize o transporte público. É uma oportunidade única para você conhecer melhor os hábitos dos cidadãos locais. Você consegue aprender muito sobre um povo quando contempla as pessoas no metrô. Como se vestem para ir trabalhar, o que gostam de comer, como os pais lidam com as crianças, como os idosos são tratados, se as pessoas gostam mais de ler ou mexer no celular, se conversam ou se mantêm caladas. Enfim, metrôs são reveladores, não deixe de aproveitar essa atração.

Supermercado na Turquia

Visite mercados e farmácias. Esses dois locais são muito especiais no quesito de entender a cultura local. Fornecem uma experiência e um conhecimento que museus e pontos turísticos não são capazes de oferecer.

Alimentação

Para aproveitar bem uma viagem, permita-se comer bem! Comida é muito mais do que a satisfação de uma necessidade básica. Comida é integração emocional e cultural.

Portanto, programe-se de forma que ao menos uma das refeições do dia seja de qualidade. É imperdível desfrutar de um café-da-manhã vienense ou um desjejum turco. Quem sabe jajangmyeon coreano ou um típico brunch americano no almoço? Ou que tal deixar para desfrutar à noite um jantar no deserto árabe ou um bacalhau em Portugal?

Aconselho não frequentar redes mundiais de cafeterias e restaurantes. Experimente coisas novas! Não me leve a mal, mas na minha opinião, ir na Starbucks e postar aquela clássica foto com o seu nome no copo é um tanto quanto brega. 🙈

Lembra daquela dica de conversar com moradores da cidade que você está visitando? Nessas conversinhas, você pode tentar descobrir os restaurantes que os locais frequentam. Além de economizar muito, você irá desfrutar os sabores da real comida típica do lugar que você está conhecendo.

Dicas improváveis

Você é daquele tipo de pessoa que tem vontade de fazer um corte de cabelo diferente, mas tem vergonha de aparecer no dia seguinte perante o pessoal do trabalho de corte novo? Viagens são uma oportunidade excelente para você ousar no corte de cabelo! Escolha um cabeleireiro bem conceituado, com bastante e boas avaliações no Google e com coragem, aproveite a experiência de cortar os cabelos durante uma viagem! Além de ter a oportunidade de mudar o visual com pessoas de técnicas diferentes das quais você está acostumada, os dias de férias te darão o tempo que você precisa para se acostumar com o novo corte e chegar de volta cheia de confiança exibindo o novo visual.

Gostaria de ter outro nome? As viagens oferecem uma oportunidade excelente para isso! Nas ocasiões informais em que não há necessidade de vistoria de documentos ou com quem você não manterá contato posteriormente, que tal se apresentar usando aquele nome que você sempre quis ter? 😁

Compre uma bolsa, ou uma camiseta, quem sabe ou cinto . . . enfim, uma vestimenta ou acessório bem típico de onde você está que te permita eventualmente se vestir daquela linda experiência que você viveu quando estiver de volta à sua rotina.

Para aproveitar bem uma viagem, não tenha medo de passar vergonha e não corra o risco de se arrepender do que não fez. Viajar é mais do que apenas visitar lugares e tirar fotos. É ver o mundo de dentro e de fora de outra perspectiva. Entregue-se! 🧡

Gostou deste artigo? Então compartilha com alguém!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me nas Redes

Mais Lidos

Categorias

Você também vai gostar disso:

Bandeira da Finlândia com vista de fundo para o local, o país mais feliz do mundo
Países e Culturas

O que faz da Finlândia o país mais feliz do mundo?

Pelo sétimo ano consecutivo, a Finlândia conquistou o primeiro lugar na classificação anual dos países mais felizes do mundo do Relatório Mundial sobre Felicidade. O que a Finlândia tem de tão especial?

Uma mochila desorganizada me ajudou a organizar minha vida
Comportamento

Crônica de uma mochila

Uma reflexão e uma mudança inspiradas em uma simples e mera mochila.

Por que as pessoas não gostam de ficar em silêncio?
Comportamento

Você tem medo do silêncio?

O silêncio deixa você desconfortável? Você precisa estar na companhia de um barulhinho pra se sentir melhor? Tenho certeza que você vai aprender muito com esta leitura.