Os 5 traços de personalidade segundo o Big Five (OCEAN)

Big 5 OCEAN - Os 5 Grandes Traços de Personalidade
Conhece a teoria mais bem aceita entre os especialistas sobre os cinco traços de personalidade que definem o comportamento humano?

Desde os anos 80, a teoria dos cinco traços de personalidade Big Five é a mais aceita entre psicólogos, psiquiatras e estudiosos da mente humana. É, inclusive, a utilizada pelo famoso psicólogo e escritor Jordan Peterson.

OCEAN é o acrônimo utilizado para representar estes cinco grandes traços de personalidade que, em inglês, são: openness, conscientiousness, extroversion, agreeableness e neuroticism.

Em português, podemos traduzir estes traços de personalidade como:

  • Abertura: pessoas curiosas e abertas à novas experiências;
  • Disciplina e Organização: na tradução literal do inglês temos conscienciosidade para conscientiousness. Mas como é uma definição pouco usada em nosso idioma, é didático e assertivo traduzirmos para disciplina e organização;
  • Extroversão: indivíduos entusiasmados na presença de outras pessoas;
  • Agradabilidade: tem a ver com a empatia e os empenhos pelo bem estar alheio;
  • Neuroticismo: pessoas instáveis emocionalmente.

Quando você está ciente do seu tipo de personalidade você consegue articular melhor suas necessidades, relacionar-se de maneira mais saudável com os outros e regular seu comportamento.

Vamos investigar melhor esse tema tão curioso?

História da Teoria da Personalidade do Big Five

Não é de hoje que pesquisas tentam determinar exatamente quantos traços são dominantes na raça humana.

Teorias mais antigas sugeriram vários números. Acredita que a lista de Gordon Allport continha 4.000 traços de personalidade?

O número mágico para Raymond Cattell foi o 16; e Hans Eysenck era bem singelo, sugerindo uma teoria com apenas três fatores de personalidade.

Muitos pesquisadores sentiram que a teoria de Cattell era muito complicada e a de Eysenck, por sua vez, muito limitada. Como resultado, surgiram os cinco grandes traços de personalidade – o Big Five – que são utilizados para descrever os traços gerais que servem como blocos de construção da personalidade.

As evidências desta teoria têm crescido durante muitos anos na psicologia, começando com a investigação de D. W. Fiske (1949), e mais tarde expandida por outros, incluindo Norman (1967), Smith (1967), Goldberg (1981) e McCrae & Costa (1987).

Para muitos, o Big 5 é considerado o melhor modelo de personalidade já que trata de características universais e fornece um retrato preciso da personalidade humana.

Fatores que influenciam os nossos traços de personalidade

Pesquisas sugerem que influências biológicas e ambientais desempenham um papel significativo na formação de nossa personalidade.

Estudos com gêmeos mostram que tanto a genética quanto a criação impactam nos traços de personalidade de cada indivíduo.

Um estudo sobre as bases genéticas e ambientais dos cinco traços de personalidade analisou 123 pares de gêmeos idênticos e 127 pares de gêmeos fraternos, ou seja, formados a partir de óvulos e espermatozoides diferentes, mas que se desenvolveram no mesmo período.

As descobertas identificaram que a transmissão hereditária de cada traço de personalidade era de 53% para extroversão, 41% para agradabilidade, 44% para disciplina e organização, 41% para neuroticismo e 61% para abertura. 

Estudos longitudinais também sugerem que esses cinco grandes traços de personalidade tendem a ser relativamente estáveis ​​ao longo da vida adulta. Um estudo de quatro anos com adultos em idade produtiva descobriu que a personalidade das pessoas que participaram da pesquisa mudou pouco como resultado de eventos adversos na vida.

Outros estudos mostram que a maturação pode ter impacto nos cinco traços de personalidade. À medida que as pessoas envelhecem, elas tendem a se tornar menos extrovertidas, menos neuróticas e menos abertas a experiências. A agradabilidade, a disciplina e a organização, por outro lado, tendem a aumentar à medida que as pessoas amadurecem.

Os traços de personalidade do Big Five

De acordo com o modelo de personalidade OCEAN, cada pessoa possui quantidades diferentes de cinco características básicas: abertura para experimentar, disciplina e organização, extroversão, agradabilidade e neuroticismo.

Note que, diferente de outros testes e definições de personalidade, o Big Five afirma que todos nós possuímos alguma medida destas cinco características. O que muda para cada ser humano é a gradução que temos de cada uma delas.

Abertura para Experimentar

Dos cinco traços de personalidade, a abertura (também conhecida como abertura à experiência) é a que enfatiza ao máximo a imaginação e a geração de ideias.

Pessoas com alto nível de abertura tendem a ter uma ampla gama de interesses. Eles são curiosos sobre o mundo e sobre as pessoas e anseiam aprender coisas novas e desfrutar de novas experiências.

Tendem a ser aventureiras e criativas.

Por outro lado, pessoas com baixo nível deste traço de personalidade geralmente são mais tradicionais e podem ter dificuldades de elaborar pensamentos abstratos.

Um breve apanhado deste traço de personalidade, de acordo com a graduação do mesmo, fica assim:

Alto
Muito criativo
Aberto para experimentar coisas novas
Focado em enfrentar novos desafios
Gosta de pensar sobre conceitos abstratos

Baixo
Não gosta de mudanças
Resiste a novas ideias
Não muito imaginativo
Não gosta de conceitos abstratos

Disciplina e Organização (Conscienciosidade)

Dentre os cinco grande traços de personalidade, a disciplina e a organização é a que tem a ver com o controle de impulsos e comportamentos direcionados a objetivos.

Pessoas altamente conscienciosas tendem a ser organizadas e atentas aos detalhes. Elas planejam com antecedência, pensam em como seu comportamento afeta os outros e sempre estão atentas aos prazos.

Alguém com pontuação mais baixa neste traço primário de personalidade tem o perfil de procrastinar e por vezes perder completamento os prazos.

Uma breve recapitulação deste traço de personalidade, de acordo com a graduação do mesmo, fica assim:

Alto
Passa tempo se preparando
Conclui tarefas importantes imediatamente
Presta atenção aos detalhes
Gosta de ter um cronograma definido

Baixo
Não gosta de estrutura e horários
Faz bagunça e não cuida das coisas
Não devolve as coisas nem as coloca de volta onde estavam
Procrastina tarefas importantes
Não consegue concluir tarefas necessárias ou atribuídas

Extroversão

Muitos definem como extrovertida uma pessoa que tem facilidade de se comunicar e de socializar, certo?

Quanto se trata de um dos cinco grandes traços de personalidade, a definição é um pouco diferente.

Pessoas com esta característica dominante são aquelas que tendem a ganhar energia em situações sociais. Ou seja, estar perto de outras pessoas as ajuda a se sentirem vibrantes e entusiasmadas.

São indivíduos de grande expressividade emocional.

Por outro lado, pessoas introvertidas ou com baixo nível desta faceta da personalidade geralmente são mais reservadas. Para elas, eventos sociais tendem a ser desgastantes, lhes consomem as energias. Para recarregar, diferente dos extrovertidos que necessitam de pessoas, os introvertidos precisam de solidão e silêncio.

Uma breve recolha deste traço de personalidade, de acordo com a graduação do mesmo, fica assim:

Alto
Gosta de ser o centro das atenções
Gosta de iniciar conversas
Gosta de conhecer novas pessoas
Possui um amplo círculo social de amigos e conhecidos
Acha fácil fazer novos amigos
Sente-se energizado quando está perto de outras pessoas
Fala impulsivamente, sem pensar muito antes

Baixo
Prefere a solidão
Sente-se exausto quando tem que socializar muito
Acha difícil iniciar conversas
Não gosta de conversar sobre futilidades
Pensa cuidadosamente antes de falar
Não gosta de ser o centro das atenções

Agradabilidade

Este traço de personalidade inclui atributos como confiança, altruísmo, bondade, afeto e outros comportamentos pró-sociais.

Pessoas com alto nível de agradabilidade tendem a ser mais cooperativas, enquanto aquelas com baixo nível deste aspecto de personalidade podem ser competitivas e por vezes manipuladoras.

Um breve panorama deste traço de personalidade, de acordo com a graduação do mesmo, fica assim:

Alto
Tem muito interesse em outras pessoas
Se preocupa com os outros
Sente empatia e preocupação com outras pessoas
Gosta de ajudar e contribuir para a felicidade de outras pessoas

Baixo
Tem pouco interesse nos outros
Não se importa com o que as outras pessoas sentem
Insulta e menospreza os outros
Manipula os outros para conseguir o que quer

Neuroticismo

A palavra neuroticismo pode assustar um pouco. Isto porque usamos o termo neurótica quando a pessoa tem um comportamento psicologicamente bem negativo.

Mas na realidade, o neuroticismo diz respeito à tendência a experimentar emoções negativas, como ansiedade e depressão.

Indivíduos com alto nível de neuroticismo geralmente apresentam alterações de humor, ansiedade, irritabilidade e tristeza.

Aqueles com baixo nível deste traço de personalidade tendem a serem mais estáveis ​​e emocionalmente resilientes.

Uma breve coletânea deste traço de personalidade, de acordo com a graduação do mesmo, fica assim:

Alto
Sente muito estresse
Preocupa-se com muitas coisas diferentes
Fica aborrecido facilmente
Sofre mudanças drásticas de humor
Sente-se ansioso
Sofre para se recuperar de eventos estressantes

Baixo
Emocionalmente estável
Lida bem com o estresse
Raramente se sente triste ou deprimido
Não se preocupa muito
Costuma estar bem relaxado

Experimentei alguns testes de personalidade do Big Five e o que mais gostei foi este. Além de proceder de fonte confiável, é de fácil interpretação e resolução. O questionário é em inglês, porém o enunciando de cada questão é curto, de modo a ser tranquilamente compreendido ou traduzido em algum tradutor online.

Estudos sobre o Big Five ou Cinco Grandes Traços de Personalidade expandiram e identificaram como as graduações e prevalências destas características interferem na nossa saúde, nos nossos relacionamentos, no nosso trabalho e na nossa vida secular. Aliás, este será o assunto da nossa próxima conversa.

Gostou deste artigo? Então compartilha com alguém!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me nas Redes

Mais Lidos

Categorias

Você também vai gostar disso:

O mito do filtro solar
Curiosidades

O mito do filtro solar

E se eu te der motivos sólidos para te fazer repensar na arbitrária necessidade de passar filtro solar todos os dias?