Sua vida é mais confortável do que a vida de um rei do passado

Rei Henrique VIII da Inglaterra
Sabia que um cidadão de classe média da atualidade vive melhor do que um rei do passado? Vou te mostrar.

Exatamente o que você leu no enunciado, querido leitor, prezada leitora. Um rei do passado não vivia tão bem quanto um cidadão de classe média da atualidade vive.

Tudo bem, pode torcer o seu nariz para esta argumentação enquanto lê este post no seu celular com internet 5G saboreando um capuccino com leite vaporizado produzido pela sua máquina de café.

Para te convencer, vamos colocar as cartas na mesa comparando a sua vida com a vida do rei Henrique VIII da Inglaterra.

Isso vai ser interessante.

O rei Henrique VIII

Para te contextualizar sobre o seu rival, Henrique VIII, um dos reis da Inglaterra, foi simplesmente uma das pessoas mais ricas e mais poderosas da sua época.

Um inventário de 1547 das propriedades do rei Henrique VIII estimou que suas jóias, tapeçarias e palácios valiam cerca de 300 mil libras esterlinas, e seu equipamento militar foi avaliado em outras 300 mil libras britânicas, o equivalente a 250 milhões de dólares nos dias de hoje.

E além da riqueza, o rei Henrique VIII tinha altíssima influência. Ele foi poderoso o suficiente para romper com Roma e iniciar a sua própria igreja.

Mesmo com estes pontos a favor do rei Henrique VIII, você, um simples plebeu, uma nobre plebeia, desfruta de uma vida bem mais confortável, quer ver?

A vida de um rei do passado versus a vida de um cidadão do presente

Alguns tópicos vão te ajudar a entender que sim, estamos em grande vantagem no que diz respeito à qualidade de vida dos tempos atuais.

Viagens

No século XVI, as estradas eram trilhas de terra mal conservadas, o que tornava as viagens lentas, cansativas, dolorosas e lamacentas.

Para você ter uma ideia, uma viagem de um dia cobria um território de apenas 50km. Quanto você leva para percorrer esta distância de carro? Cerca de uma hora?

A viagem normalmente era realizada usando um cavalo e não havia qualquer proteção contra intempéries. As carroças só se popularizaram em meados do século XVI e, mesmo assim, não eram equipadas com amortecedores e, obviamente, tampouco qualquer tipo de climatizador.

Hoje em dia podemos nos locomover de bicicleta, carro, trem, navio e avião. Os veículos contam com limpadores de pára-brisa, rádio e, alguns deles, até mesmo assentos aquecidos e câmera.

Podemos viajar confortavelmente e com rapidez por centenas de quilômetros dispostos sob um asfalto macio enquanto desfrutamos da nossa seleção de músicas favoritas e somos guiados por um comando de voz advindo de uma inteligência artificial.

Encanamento

Uma privada da época dos reis do passado e um banheiro atual.png
Uma privada da época dos reis do passado e um banheiro atual

Naturalmente, reis desfrutavam de mordomias. Sendo assim, o rei Henrique VIII tinha benefícios em relação à corte quando se tratava da eliminação dos dejetos fecais.

No século VIII, o rei utilizava uma privada, ou seja, um assento com um buraco construído sob um penico ou um buraco no chão.

E depois, para se limpar, como era?

Os ricos tinham lã de cordeiro para limpar as nádegas. E para lavar as mãos, água possivelmente poluída retirada do poço mais próximo. Brincadeirinha! Ninguém lavava as mãos naquela época.

Banhos com água quente também não eram uma opção, uma vez que chuveiros só se tornaram populares na década de 1930.

Vasos sanitários e sistemas de encanamento trouxeram, além de conforto e praticidade, um certo grau de dignidade nos momentos em que temos que atender um chamado da natureza.

Temos água quente, sabonete em barra, sabonete líquido e até sabonete líquido com glitter para higienização das nossas mãos. E o que dizer do papel higiênico de folha tripla com fragrância de flores do campo? Nem parece que o assunto em voga é cocô.

E nem precisamos falar da acessibilidade de tomar um banho quente, que é disponível facilmente até mesmo para pessoas de bem baixa renda.

Comunicação

Hoje podemos enviar mensagem de texto, mensagem de voz e até mensagem de vídeo. Podemos ligar, enviar e-mail, fazer vídeo chamada e a pessoa do outro lado é capaz de ler nossas palavras, ouvir nossa voz e ver nosso rosto em questão de segundos. 

Isso pode acontecer entre pessoas que estão no mesmo cômodo ou pessoas que se localizam em diferentes continentes.

O rei Henrique VIII escrevia cartas em papel extremamente caro com caneta de pena. Seus destinatários vinham a ler suas palavras somente semanas ou quiçá meses depois de terem sido cuidadosamente redigidas. A partir do momento do envio da carta, poderia levar um quarto de ano até que ele recebesse uma resposta de correspondentes distantes.

Conforto

Cama de um rei do passado e poltrona reclinável atual.png
Cama de um rei do passado e poltrona reclinável atual

Hoje temos a possibilidade de equipar nossos lares com móveis sofisticados, poltronas reclináveis, ar-condicionado, aquecedor, apenas para citar poucos dos confortos acessíveis a uma boa parte da população. Dormimos em colchões de mola, com travesseiros tecnológicos e abajur de luz amarela. 

As pessoas ricas do século XVI tinham, embora ornamentados, móveis de madeira rígidos e verticais, e colchões de palha ou penugem. E insetos – muitos insetos no colchão da cama. 

Comida

Dieta inclusiva ou dieta restritiva? Tanto faz. Nos dias de hoje podemos escolher os alimentos que queremos incluir ou eliminar da nossa alimentação.

No mercado aí da esquina tem um açougue com carne de pelo menos três tipos diferentes de animais. Temos a opção de comer frutas exóticas vindas da outra extremidade do país ou até do estrangeiro.

Quer apenas comer nozes orgânicas colhidas à luz da lua cheia? Temos também.

Sem refrigeração no século XVI, mesmo as pessoas ricas estavam restritas principalmente ao que era cultivado localmente. A diversidade da dieta de um rei é pobre comparada ao que uma pessoa de classe média desfruta hoje em dia.

Eles nem tomavam café. Vou dar um minuto para você absorver esta informação.

Cuidado dentário

Só não escova os dentes após as refeições quem não tem bons hábitos de higiene. Além de creme dental e fio dental, tem pessoas que dispõem de escova de dentes eletrônica, proporcionando milhares de pinceladas por minuto.

Pessoas cuidadosas têm por prática visitar o dentista uma vez por ano para uma limpeza dentária mais cabal e profunda.

O rei Henrique VIII provavelmente usava uma pasta de cinzas feita de cascos de boi ou ervas misturadas com água possivelmente poluída para esfregar os dentes com linho ou galhos.

Entretenimento

Bobo da corte do passado e variedade de streaming que temos atualmente
Bobo da corte do passado e variedade de serviços de streaming que temos atualmente

Como é bom poder escolher, dentre uma vasta gama de opções, a série, o filme ou o documentário que queremos assistir no serviço de streaming que escolhemos por assinatura digital!

E as músicas então? Não é exagero dizer que temos acesso a quase todas as músicas já criadas em todos os gêneros.

O rei Henrique VIII tinha à sua disposição o bobo da corte. Ah! Tinha também a opção de assistir a peças simplistas e espetáculos de marionetes.

Conhecimento

Embora muito erudito e ensinado pelos melhores professores da sua época, o rei Henrique VIII não tinha acesso à pesquisa do Google e chat GPT.

A imensa vastidão de conhecimento que temos disponível apenas com alguns toques no teclado ou por comando de voz supera um punhado de tutores com informações desatualizadas.

O próprio conceito do acesso instantâneo de hoje a uma fonte de dados aparentemente infinita teria parecido uma magia para qualquer pessoa do século VIII.

Assistência médica

Embora haja muitas falhas no sistema público e privado de saúde dos nossos tempos, contamos com um serviço milagroso quando comparamos com o que o rei Henrique VIII tinha disponível em seu tempo.

Em vez de derramamento de sangue e uso de sanguessugas, ele certamente teria ficado satisfeito em ter acesso a antibióticos para tratamento de sua perna purulenta que levou à sua morte, aos 55 anos de idade.

Com soluções de fertilidade de alta tecnologia e Viagra, talvez ele nunca tivesse se tornado conhecido por se casar com seis mulheres em prol de sua incessante busca por herdeiros.

Embora os cuidados de saúde atuais estejam longes da perfeição, já evoluíram muito desde o século XVI, quando a expectativa de vida média era 35 anos de idade.

Olhando de perto, concorda que temos uma vida muito mais pródiga do que reis mais ricos que viveram séculos antes de nós?

Sem saber, nossas mães estavam certas quando rebatiam nossos caprichos dizendo que tínhamos uma vida de rei. Ou melhor, quase certas porque nossa vida é melhor do que de reis.

Gostou deste artigo? Então compartilha com alguém!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-me nas Redes

Mais Lidos

Categorias

Você também vai gostar disso:

Bandeira da Finlândia com vista de fundo para o local, o país mais feliz do mundo
Países e Culturas

O que faz da Finlândia o país mais feliz do mundo?

Pelo sétimo ano consecutivo, a Finlândia conquistou o primeiro lugar na classificação anual dos países mais felizes do mundo do Relatório Mundial sobre Felicidade. O que a Finlândia tem de tão especial?

Uma mochila desorganizada me ajudou a organizar minha vida
Comportamento

Crônica de uma mochila

Uma reflexão e uma mudança inspiradas em uma simples e mera mochila.

Por que as pessoas não gostam de ficar em silêncio?
Comportamento

Você tem medo do silêncio?

O silêncio deixa você desconfortável? Você precisa estar na companhia de um barulhinho pra se sentir melhor? Tenho certeza que você vai aprender muito com esta leitura.